Como escolher as cadeiras para compor a sala de jantar dos seus sonhos

Adrimar Construtora 11 de junho de 2018
0 pessoas gostaram desse post

Confira as dicas das arquitetas Ellen Silveira e Samia Sarayedine

Na hora de planejar e executar a decoração da sala de jantar, é comum se ter dúvidas ao escolher um elemento de essencial importância para o sucesso na composição deste ambiente: cadeiras. E convenhamos que o mercado de decoração não tem facilitado a decisão, pois estão disponíveis cada vez mais opções e modelos dos mais diversos materiais e estilos, para todos os gostos e bolsos. A seguir, confira as dicas que reunimos para ajudar a solucionar esta doce indecisão.
Conforto, estilo e proporção em nome da cadeira ideal:
A característica primordial na escolha do modelo perfeito para a sua sala é o conforto. “Além disso, seu estilo tamanho e até a quantidade escolhida devem estar em equilíbrio e harmonia com a mesa e o ambiente, ou seja, seguir o conceito do projeto”, explica a arquiteta Samia Sarayedine. na hora de escolher os modelos, é necessário pensar em quem vai utilizar as peças e se elas se encaixam no ambiente como um todo, tanto em tamanho como em estilo, mesmo que de modo totalmente destacado e contrastante, se o intuito for justamente dar personalidade e até um toque de ousadia ao ambiente. Tudo vai depender do efeito desejado e do espaço disponível.
Na ponta da fita métrica:

Quando o assunto é conforto, a atenção aos centímetros é essencial. “A altura da cadeira deve ser escolhida de acordo com a altura da mesa, que normalmente tem 75 centímetros. A largura poderá ser de aproximadamente 50 cm, com profundidade de 45 cm e altura de 48 cm. O importante é ter a ergonomia confortável”, indica Samia.
Os modelos

“Para a escolha do modelo das cadeiras, deve-se considerar a família que irá utilizar o ambiente: se tem filhos pequenos ou não, se pretendem ter, se gostam muito de receber os amigos…. No caso de cadeiras estofadas, é fundamental ter atenção ao material, sua praticidade, durabilidade e facilidade de manutenção. Para quem tem filhos, as melhores opções são os materiais fáceis de limpar e com uma vida útil maior, como o acrílico, a palha sintética, o poliestireno, o couro”, conta a arquiteta Ellen Silveira. Para quem tem pets em casa, a dica é preferir por tecidos impermeáveis e com tecnologia para proteger das unhas dos gatos e dos cachorros.
Em relação ao ambiente, se a idéia é integrar e dar sensação de amplitude, cadeiras mais básicas e neutras, de espaldar mais baixo, com aspecto leve, irão se adequar melhor. Se sua sala é bem dividida dos demais ambientes e tem espaço, nada impede de escolher um modelo mais pesado e escuro, tipo poltrona, para um resultado mais clássico; ou maior, com mistura de madeira e tecido por exemplo, para um efeito bem contemporâneo.
Mistura fina

A decoração hoje é democrática, e as possibilidades são inúmeras. Os ambientes desejados saíram das revistas e agora frequentam a vida real, por isso não existe o certo absoluto, e sim o bom senso que pode ser utilizado com irreverência e ousadia. Seguindo este conceito, está muito em alta na décor a mistura de modelos diferentes. Para apostar na tendência, “manter uma proporção e a harmonia entre os diferentes modelos é o mais importante, observando-se a inclusive a altura dos acentos em relação a mesa”, conta Samia.
Outra dica importante é pensar no equilíbrio entre os elementos. Já que as cadeiras terão cores, tamanhos ou estilos diferentes, é interessante encontrar uma mesa mais simples para garantir uma composição harmoniosa – peças discretas e monocromáticas são uma boa escolha.
Também é importante pensar em como o conjunto de mesa e cadeiras ficará no espaço. Para facilitar a combinação, procure repetir cores ou texturas das cadeiras em outros elementos do ambiente, como pôsteres, objetos decorativos ou outras peças de mobiliário.
Uma maneira simples de acertar na combinação é apostar na simetria. Para isso, você pode alternar o modelo de cadeiras diferentes nas cabeceiras da mesa, por exemplo. Em mesas redondas, pode-se combinar duplas de modelos.
Dicas para diferenciar as cadeiras da cabeceira:
• Por cor: funciona bem quando todas as cadeiras têm cores neutras e você insere modelos coloridos nas cabeceiras.
• Por tamanho: as de cabeceira mais robustas que as outras para aproveitar melhor o espaço.
• Variação de modelo: as de cabeceira com braço, e as do restante da mesa sem.
Veja a galeria de imagens, com exemplos de aplicações das idéias apresentadas. Decoração é um prazer, e você pode aproveitar este momento de escolha para expressar sua personalidade criando um ambiente exclusivo, que é a sua cara! Divirta-se!

Categoria: Decoração
  • 0
  • 405
Adrimar Construtora

A Adrimar está presente há de 30 anos no Litoral Sul de São Paulo. Suas realizações e diferenciais fazem com que seja reconhecida e consolidada por seus empreendimentos e serviços de alto padrão.