Memphis: talvez você não conheça, mas com certeza já viu em algum lugar!

Adrimar Construtora 24 de setembro de 2019
2 pessoas gostaram desse post

Um movimento de muita influência na cultura pop e na arte está retornando ao mundo das tendências no universo de design de interiores, o estilo Memphis (Memphis Style). Para quem desconhece, o estilo Memphis é um movimento que se originou nos anos 80, mais precisamente em 1981, onde priorizava formas geométricas inusitadas e utilizava cores primarias vibrantes em móveis, tecidos, cerâmicas, vidros e objetos metálicos que chocavam pela sua irreverência.

Fundado em Milão, pelo designer italiano Ettore Sottsass, junto a um coletivo de conceituados designers e arquitetos, o movimento tinha como objetivo provocar e questionar a forma na funcionalidade dos objetos. O grupo durou até 1988, sendo que o seu criador Sottsass saiu em 1985, pois se via desiludido com o circo da mídia que se montava em volta dele. Mas esses poucos anos foram mais que suficientes para o Memphis se tornar um divisor de águas no mundo da arquitetura e do design.

Originalmente chamado de ‘The New Design’, o nome acabou sendo renomeado por conta de uma música do cantor americano Bob Dylan, “Stuck Inside of Mobile with the Memphis Blues Again”, que tocava durante as reuniões do grupo. Deixando bem claro que o movimento tem muito estilo, afinal, algo produzido nos anos 80 e tendo o seu nome baseado em um artista tão influente como Bob Dylan, só poderia sair coisa boa, não é? Aliás, falando em música, um artista que era muito fã do estilo, era David Bowie, que possuía uma grande coleção dos objetos produzidos pelo movimento.

“Carlton” (Abaixo), projetado em 1981 pelo próprio Sottass, se tornou o design mais simbólico do grupo e ainda está disponível para compra, por cerca de 23 mil dólares! O objeto é reverenciado até hoje por vários designers, sendo frequentemente inspirado na criação de outras artes que se baseiam no movimento. O “Carlton” consegue definir muito bem o que é o estilo Memphis, pois traz junto a ele um questionamento: porque as estantes de livros precisam ser iguais a todas as outras?

O retorno do Memphis ocorreu no Salão Internacional do Móvel de Milão 2016, com a exposição da Foscarini e da Maison&Objet Paris 2016, com a coleção “Kartell Goes Sotsass. A Tribute to Memphis”, vindo de uma parceria entre o seu criador Ettore Sottsass e a Kartell, reiterando a forte tendência ao estilo. Para Kartell, o arquiteto Ettore criou obras inéditas, como os bancos Pilastro e Colona, de cores e formas muito ousadas e modernas, bem marcantes no estilo.

Outros especialistas da área dizem que o Memphis retornou um pouco antes, em 2014, com a estilista Nathalie Du Pasquier, integrante da formação original do grupo, onde desenhou uma linha de roupas para American Apparel.

Memphis em design de interiores

O Memphis tem sido uma grande aposta para quem gosta de inovar e dar muita personalidade ao seu espaço, principalmente por conta das suas características bem marcantes. Mas, aplicar esse estilo requer cuidado, pois o uso exagerado dele pode deixar o seu ambiente cheio de informação. Assim, o ideal é aplicá-lo em detalhes.

A presença do característico preto do Memphis que faz contraste com o amarelo e outros tons quentes vibrantes, mistura estampas de figuras geométricas, remetendo a um estilo que chamavam de futurista nos anos 70, outro movimento que influenciou muito o grupo. Ao mesmo tempo, o Memphis tem uma pegada anos 80, década que também está muito em alta nos últimos anos, em filmes, na moda e também no design de interiores. Quem deseja montar um espaço cheio de estilo e com muita personalidade vai amar adotar o Memphis.

Como falamos acima, o movimento deve ser utilizado nos detalhes, como uma luminária, um tapete, uma poltrona ou até mesmo um móvel, caso você queira apostar em algo ainda mais ousado. O interessante é que o Memphis faz com que o espaço respire uma mistura de movimentos, onde ele claramente irá impressionar tanto os conhecedores do estilo, quanto os mais leigos em arte. Ao mesmo tempo passará a sensação de algo retrô, que chega a lembrar outros estilos de movimentos artísticos, que inclusive foram influências para o grupo, como o Pop Arte, Kitsch dos anos 50, Art Déco, Bauhaus e o que mais tem de futurístico no mercado.

Como você pode notar, o Memphis pode ficar lindo em qualquer cômodo da casa. Mas, com certeza os locais que mais combinam com ele são salas e os escritórios, com móveis, paredes e onde mais der para usar a sua criatividade! Além disso, para quem sente que as suas cores marcantes podem causar um choque muito grande no ambiente, há muitos projetos que adotam o estilo utilizando uma paleta com tons pastéis para amenizar um pouco.

A influência é tão marcante para a cultura pop que o próprio Google já o adotou em um dos seus escritórios na Holanda, que acabou combinando muito com a cara da empresa, não é mesmo?

Portanto, podemos perceber que muitos até podem não saber o que é estilo Memphis, mas com certeza já viram algum projeto, roupa, decoração ou até embalagem que utilizam de seus padrões e design característico. Que tal apostar no Memphis?

 

Categoria: Arquitetura, Tendências
  • 0
  • 270
Adrimar Construtora

A Adrimar está presente há de 30 anos no Litoral Sul de São Paulo. Suas realizações e diferenciais fazem com que seja reconhecida e consolidada por seus empreendimentos e serviços de alto padrão.