Zanine, um Mestre da Arquitetura

Adrimar Construtora 10 de abril de 2018
0 pessoas gostaram desse post

José Zanine Caldas tem uma das trajetórias mais interessantes no mundo da arquitetura, artes e design modernos, e transformou-se em um dos maiores nomes da área, mesmo sem um diploma universitário.

Paisagista, maquetista, escultor, designer, arquiteto e autodidata, Zanine nasceu em 1918, Belmonte – BA. Desde criança era apaixonado por obras e serrarias e, aos treze anos, ele começou a fazer presépios de Natal para os vizinhos, usando as caixas de papelão de seringas do pai, que era médico. Mais tarde, tomou aulas de desenho e, aos dezoito anos, foi para São Paulo trabalhar como desenhista, o que levaria sua carreira para o escritório Severo & Villares e o Serviço do Patrimônio Histórico Artístico Nacional – Sphan.


Dois anos depois (1941) abriu sua primeira empresa, um ateliê para construção de maquetes, no Rio de Janeiro. Em 1949 o ateliê é transferido para São Paulo, onde funciona até 1955. Da oficina de Zanine saíram protótipos de projetos assinados por nomes como Lúcio CostaOswaldo Arthur Bratke e Oscar Niemeyer.

Em paralelo, Zanine funda a “Móveis Artísticos Z”, em São José dos Campos (1948). A pesquisa de materiais, seu uso inusitado e formas revolucionárias muda a história do design moderno brasileiro. Produziu móveis por 12 anos para a classe média, até sair da sociedade com Sebastião Henrique da Cunha e Paulo Mello, em meados dos anos 50.

Em São Paulo, desenvolveu projetos paisagísticos até 1958, quando se muda para Brasília, onde construiu sua primeira casa. Mesmo sem diploma, Zanine foi convidado a lecionar na Universidade de Brasília (UnB), onde deu aulas de maquete até 1964, quando perdeu o emprego em virtude do golpe militar.

No final da década de 60, o designer retorna ao Rio de Janeiro, onde constrói diversas casas em Joatinga, sobre os morros cariocas. Com vista privilegiada e geografia acidentada, Zanine projetou casas que se adaptavam à natureza local. Ali observa-se soluções para grandes desafios de engenharia e arquitetura: casas abraçam rochas, topos de morros invadem salas e encostas que servem como paredes. Enfim, Zanine construiu obras arquitetônicas que, entre traços modernos e coloniais, nunca interferiam no relevo local.

Nos anos 80, ao estabelecer uma oficina para antigos canoeiros em Nova Viçosa, reassume sua ligação com as técnicas caboclas e reinterpreta as tradições artesanais regionais. Nesta época Zanine sonhava em transformar Nova Viçosa em uma capital cultural e a sua utopia chegou a reunir nomes como os de Chico BuarqueOscar Niemeyer e Dorival Caymmi. Lá ajudou a construir a residência do artista Franz Krajcberg.

Ainda nos anos 80, fundou no Rio de Janeiro, o Centro de Desenvolvimento das Aplicações da Madeira (DAM), um núcleo de estímulo à pesquisa sobre o uso das madeiras brasileiras na construção civil. Seu principal objetivo era evitar a crescente destruição das florestas no país.

Durante sua carreira, Zanine foi o centro de uma polêmica por não ser um profissional diplomado. O CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) tentou impedi-lo de construir e levar adiante alguns projetos. No entanto, pelo domínio da técnica e materiais, por seu brilhantismo em explorar as potencialidades construtivas e pela capacidade em propor soluções geniais para problemas de projeto ou estruturais, Zanine acabou sendo reconhecido como arquiteto honoris causa. Lúcio Costa foi um dos defensores do título, e, em 1991, o próprio teve a honra de entregar o título de arquiteto honorário a Zanine, atribuído pelo IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil).

No final da década de 80, seu trabalho foi exposto no Museu do Louvre, em Paris, trazendo-lhe o reconhecimento internacional. No mesmo período, deu aulas na escola de arquitetura de Grenoble, também em Paris.

Zanine morreu de enfarte aos 82 anos (2001). Casado por seis vezes, deixou seis filhos, entre eles o arquiteto José Zanine Caldas Filho e o designer Zanini de Zanine Caldas, que em seus desenhos tem como inspiração os projetos do pai.

Categoria: Arquitetura
  • 0
  • 1495
Adrimar Construtora

A Adrimar está presente há de 30 anos no Litoral Sul de São Paulo. Suas realizações e diferenciais fazem com que seja reconhecida e consolidada por seus empreendimentos e serviços de alto padrão.