Morar no litoral: sinônimo de qualidade de vida

Adrimar Construtora 29 de abril de 2019
6 pessoas gostaram desse post

Não é por coincidência que o litoral, em quase todos os lugares do mundo, é a faixa territorial que possui maior concentração populacional. Quase todo mundo concorda que viver no litoral é sinônimo de qualidade de vida.

Na história das ocupações, o litoral é a porta de chegada das expedições de povoamento ou exploração, e também o primeiro lugar a ser ocupado, por questões geográficas estratégicas, principalmente relacionadas à logística. Antes da existência de aviões, trens, automóveis, viajar para distâncias maiores era praticamente inviável se não fosse de navio. No Brasil, bem como em grande parte do continente americano, a colonização foi feita por portugueses e espanhóis, povos que viviam em países banhados pelos mares (oceano atlântico e mar mediterrâneo), com grande tradição em atividades marítimas, que viram no litoral do país semelhanças climáticas e geográficas que os aproximavam afetivamente de sua terra natal.

Com o passar do tempo, as expedições de bandeirantes desbravaram a ocupação em áreas centrais e do interior do país, e então, com a revolução industrial e seus avanços nas formas de trabalho e de transportes, houve um pico na migração populacional para os grandes centros urbanos. O desenvolvimento das grandes metrópoles e sua consequente explosão demográfica, tornou a possibilidade de morar próximo ao trabalho remota, devido à excessiva valorização imobiliária causada em grande parte pela escassez de espaço para a construção de novas moradias.

Atualmente, muitas pessoas que vivem esta realidade caótica, saturadas com o stress gerado pelas distâncias, a dificuldade de locomoção, a falta de tempo e de lugares adequados para desfrutar da natureza e de atividades ao ar livre, almejam fazer o movimento inverso em busca da tão sonhada qualidade de vida. Morar onde geralmente as pessoas passam as férias implica em um estilo de vida mais natural e saudável, trazendo inúmeras vantagens que veremos à seguir.

Viver na praia é igual a viver mais e melhor:

Diversos estudos comprovam que o contato com a natureza e com a água e o ar marinhos, influenciam positivamente na saúde, diminuindo o risco de doenças relacionadas ao stress e maus hábitos físicos e alimentares, como hipertensão e outras doenças cardíacas, doenças inflamatórias como artrite e artrose, que têm sintomas agravados pelo clima frio, e doenças respiratórias como asma e bronquite que apresentam piora com a exposição à poluição. Os motivos dos efeitos benéficos podem ser explicados não apenas por questões biológicas, mas também por diversas características do estilo de vida no litoral.

Viver ao ar livre é igual a mais movimento:

Os benefícios que a inclusão de atividades físicas à rotina traz à saúde do ser humano são indiscutíveis: melhoria do funcionamento do metabolismo, da disposição, da qualidade do sono e da capacidade de memória, concentração e aprendizagem. O contato com a natureza que a vida no litoral propicia, com a maior proximidade e facilidade de acesso à áreas de convivência e lazer ao ar livre, como a praia e toda sua orla, estimulam o movimento e a prática de esportes. Caminhar, correr, andar de bicicleta, nadar, surfar, se alongar, e até mesmo fazer yoga, são atividades prazerosas e muito convidativas quando se tem a praia como “quintal”.

Viver próximo ao mar é igual a uma dieta mais saudável:

Com a proximidade em relação ao mar, a facilidade de acesso a uma alimentação mais rica em peixes e frutos do mar frescos proporciona a aumento do consumo de Ômega 3, a gordura boa que protege o coração, e de antioxidantes, que retardam o envelhecimento das células. O clima mais quente também é um incentivo à ingestão de alimentos mais leves e refrescantes, como frutas, legumes e verduras in natura, ricos em água, fibras, vitaminas e sais minerais, que auxiliam na hidratação do organismo, no fortalecimento do sistema imunológico e na proteção contra doenças contagiosas e inflamatórias, além do bom funcionamento do sistema digestivo.

Viver na praia é igual a menos stress:

Além das atividades físicas mais frequentes propiciarem uma melhora na qualidade do sono, como já mencionamos, a vida na praia tem como bônus um calmante natural e sem contra indicações: o som do vai e vem das ondas do mar tem um volume e uma frequência regular e repetitiva que provocam a diminuição dos níveis de Cortisol, o hormônio do estresse, no organismo.

Viver no litoral é viver de bem com a vida:

O clima ensolarado e com temperaturas mais elevadas típico do litoral favorece um estilo de vida mais livre e despojado, com a utilização de roupas mais leves, mais cavadas, e naturalmente com a pele mais exposta à luz solar: o resultado disto é um aumento da produção de Vitamina D, que além de fortalecer os ossos melhorando a absorção de cálcio, auxilia o organismo humano a regular os hormônios e equilibrar o humor. Só não vale tomar sol sem protetor solar!

Viver no litoral é viver com mais lazer:

No estilo de vida urbano o lazer muitas vezes está ligado a algum tipo de consumo. Quando se vive no litoral, grande parte das opções de lazer estão relacionadas ao contato com a natureza e às atividades que ele propicia: ir à praia, dar um mergulho no mar, contemplar belas paisagens naturais, se surpreender ao encontrar uma maior quantidade de animais, típicos do litoral, como pássaros, peixes e outras espécies marinhas, se aventurar em trilhas e cachoeiras que a mata atlântica reserva e explorar as riquezas geográficas do litoral, e até mesmo se deslocar de casa para qualquer lugar de bicicleta, por exemplo. No litoral, o lazer é parte do dia a dia.

Viver no litoral é viver com conforto e infra estrutura

A simplicidade da vida na praia não se refere à falta de conforto e infra-estrutura. Atualmente, o mercado imobiliário em cidades litorâneas apresenta grande desenvolvimento, oferecendo diversidade de opções, com plantas para qualquer configuração familiar, e construções de excelente padrão em arquitetura e acabamentos, incentivado por uma oferta cada vez maior e de melhor qualidade em infra estrutura de educação, saúde, além de diversas opções de comércio, abastecimento e serviços, compatíveis com os grandes centros urbanos. Não apenas idosos, como se costuma pensar, mas pessoas de todas as idades solteiras, casadas, com ou sem filhos, podem viver e usufruir de todo o bem estar que viver no litoral proporciona. Se você está pensando em se mudar, não perca tempo, sempre é um ótimo momento para morar na praia!

Categoria: Saúde e Bem-estar
  • 0
  • 106
Adrimar Construtora

A Adrimar está presente há de 30 anos no Litoral Sul de São Paulo. Suas realizações e diferenciais fazem com que seja reconhecida e consolidada por seus empreendimentos e serviços de alto padrão.